Em época de seca são registradas aproximadamente sete chamadas envolvendo incêndios por dia no Corpo de Bombeiros

Sem chuva há mais de 30 dias, Araras registra aumento no número de incêndios

Em época de seca são registradas aproximadamente sete chamadas envolvendo incêndios por dia no Corpo de Bombeiros

Em época de seca são registradas aproximadamente sete chamadas envolvendo incêndios por dia no Corpo de Bombeiros

As reclamações a respeito de queimadas em Araras têm se tornado cada vez mais recorrentes. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, na época de seca são atendidas aproximadamente sete chamadas por dia envolvendo incêndios, enquanto em outras estações estas chamadas não acontecem durante meses. Sem chuva há mais de 30 dias, Araras registra uma estiagem severa.

De acordo com o 1º tenente PM Alexandre Rovay, muitos desses casos ainda acontecem porque as pessoas continuam utilizando o fogo como método de limpeza para terrenos com mato e lixo acumulado.  “A cidade de Araras possui coleta de lixo, inclusive reciclável, o que torna essas atitudes injustificáveis”, analisou.

“Apesar de existirem casos em que incêndios são causados de maneira acidental, como por bitucas de cigarros jogadas em terrenos com mato seco, a grande maioria deles ainda acontece de maneira proposital, devido ao fato das pessoas continuarem utilizando o fogo de maneira irresponsável”, ressalta Rovay.

Provocar incêndio em mata ou floresta é crime e pode gerar multa e reclusão, segundo a Lei Federal 9.605/98. Além disso, segundo a legislação, é considerado incêndio florestal todo fogo não controlado em floresta ou qualquer outra forma de vegetação. “Além de ligar para o Corpo de Bombeiros, orientamos as pessoas a entrarem em contato com o 190 sempre que flagrarem alguém colocando fogo em qualquer tipo de mato, para que esses criminosos possam ser punidos”, finaliza Rovay.

Além disso, de acordo com a médica Elisabeth Caputo, o tempo seco agravado pelas queimadas causa outros problemas além dos ambientais. “De maneira geral, o tempo seco é responsável por promover uma piora de alergias de pele e problemas respiratórios, como faringite e rinite. Dermatites atópicas também são afetadas”, ressalta Elisabeth.

 

Depoimentos

O Opinião fez um compilado de reclamações de ararenses, via Facebook, a respeito das queimadas na cidade.

“O Parque Santa Cândida tem queimada todos os dias nas proximidades do Unar, já queimaram quase toda a mata.” – Juliana Carpini

“O Jardim das Orquídeas todos os dias tem queimadas também, não aguento mais! Esses dias atearam fogo aqui em um terreno e tinha um cavalo amarrado, ainda bem que viram e deu tempo de salvá-lo. Essas pessoas irresponsáveis que fazem isso precisam ser punidas urgente!” – Cristiane Amaro

“Não sei de onde vem o fogo, se de usina ou queimada. Fato é: fumaça direta (se fosse só a fuligem nos chãos e telhados não me incomodaria) aqui no São Benedito. De chorar de tanta dificuldade para respirar e rouquidão direto! De madrugada acordamos com este desconforto da irresponsabilidade! Muitas das vezes é “na calada da noite”, mas alérgicos acordam!” – Teresa Cristina Silva Neto

“Meu quintal vive imundo, moro na avenida Loreto. Meu bebê tem rinite e fica impossível não lavar o quintal.” – Tatiane Curtolo

Giovanna Peterlevitz

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Copyrıght Grupo Opinião. Todos os direitos reservados.