Vereador Pedro Eliseu Sobrinho faz indicação para implantação do sistema “Botão do Pânico” em Araras

O presidente da Câmara Municipal de Araras, o vereador Pedro Eliseu Sobrinho (DEM) fez uma indicação ao prefeito

Pedro Eliseu Sobrinho (DEM) fez uma indicação ao prefeito municipal, Pedro Eliseu Filho (PSDB), para que seja implantado em Araras o sistema “Botão do Pânico

Pedro Eliseu Sobrinho (DEM) fez uma indicação ao prefeito municipal, Pedro Eliseu Filho (PSDB), para que seja implantado em Araras o sistema “Botão do Pânico

municipal, Pedro Eliseu Filho (PSDB), para que seja implantado em Araras o sistema “Botão do Pânico” com objetivo de atender mulheres vítimas de violência doméstica. O sistema já existe em Vitória-ES e na vizinha cidade de Limeira-SP.

O sistema denominado “Botão do Pânico” é um aparelho com chip e bateria que fica em poder das mulheres vítimas de violência. Quando acionado um som é emitido imediatamente a um smartphone no Centro de Operações da Guarda Civil Municipal, que enviará uma viatura no local do chamado para que a ocorrência seja atendida com o máximo de brevidade possível. Ao ser acionado o botão do aparelho, a Guarda Municipal também recebe uma foto do agressor e as conversas são gravadas num raio de até cinco metros.

“Botão do Pânico Beatriz Silva”

O proponente da indicação, vereador Pedro Eliseu Sobrinho, sugere que o sistema em Araras receba o nome de “Beatriz Silva”, uma referência à jovem ararense que foi assassinada com requintes de crueldades há quatro anos na cidade. O autor deste bárbaro crime ainda não foi identificado pelas forças de segurança. O crime aconteceu no dia 3 de abril. Beatriz saiu de casa de manhã para ir a um salão de beleza e desapareceu. Ela foi encontrada morta no final da tarde do mesmo dia na zona rural de Araras.

Para o presidente do Poder Legislativo a implantação deste equipamento trará mais segurança às mulheres vítimas de violência. “Infelizmente é crescente em todo o País o número de agressões, principalmente contra as mulheres. Com o sistema “Botão do Pânico” é muito provável que inibirá o agressor e facilitará o trabalho da Guarda Civil Municipal que chegará com mais rapidez na ocorrência”,  explica o proponente.

Notícias Relacionadas

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *


Copyrıght Grupo Opinião. Todos os direitos reservados.